quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Alguma coisa nenhuma

Em noites mal dormidas
Acontece o melhor da vida
E também as fotos mais belas
De risos sem razão

Alguma coisa
Ou coisa nenhuma
Grita por mim
Gruda em mim

Nos dias mal acordados
A lembrança entorpece
A realidade desanima
Mas a esperança se renova

Alguma coisa
gruda em mim
E coisa nenhuma
Altera meu rumo


2 comentários:

Char disse...

Sou/somos espectador disso tudo. A renovação é relativa à algumas coisas. No entanto varia de pessoa para pessoa. Desta forma, tua renovação para ser minha solidão.

Char disse...

pode ser*