quarta-feira, 23 de junho de 2010

Querer vazio

Estar um dia aqui
Outro ali,
Sem sair do lugar,
Sem abrir os olhos.

Sonhar o mundo todo,
Todos os sonhos.
Todas as vidas.

Vi o céu pelo espelho.
E esqueci de ver tudo passar.
Esqueci de ouvir a musica
De sentir o cheiro.

Não entendo o tempo.
Ele me escorre pelas mãos.
Não entendo o vento,
As vezes me leva,
As vezes não.

Preciso do vazio.
Ao menos por um dia.
Silêncio e vento,
Conforto pra alma,
Ao alcance da palma.

Um comentário:

Andrea disse...

O tempo nos escorre pelas mãos mesmo, cada dia que passa está cada vez mais rápido, mas 'o tempo é o melhor remédio', o tempo nos faz crescer como pessoa, e a acertar os erros do passado, a sermos pessoas melhores cada dia mais! Sempre precisamos ficar um pouco só também para podermos refletir sobre o que fizemos e deixamos de fazer no tempo que já nos escorreu pelas nossas mãos e que não tem mais volta!

Belo poema legionário!

Grande beijo de uma legionária que sempre passará por aqui! :D